sábado, 7 de julho de 2012

Afogado



Tudo pelo que vivi, acabou, se apagou
Solidão me acompanha, tudo o que tenho, não me pertence!
Com o passar do tempo, nada mais me fez feliz
Tristeza, escuridão, simplesmente tudo acabou...


Eu grito, eu choro...

Não sei mais quem sou, não sei mais qual o meu caminho
Sinto vergonha, eu sei a verdade
Não quero me lembrar, quero apagar todos os momentos...


Silenciosamente me destruo, cada minuto é doloroso
Minha alma esta sangrando, sangrando
Meu espírito não existe, não agora
Estou sozinho, perdido. Alguém pode me ouvir?


Quero dar meu último suspiro, diante a verdade
Tentando entender, entender minha vida
Quero dar meu último suspiro, diante a coragem
Descobrindo quem realmente eu sou


Tenho ódio, não sei a fingir
Onde está a minha vida? 
Onde está o meu amor?
Como um doce veneno, minhas lágrimas escorrem.


Preciso me libertar dessa dor, preciso me libertar
Essa dor é insuportável,
Tem um espinho cravado no meu peito, sangrando.
Sem saber, eu estou sentindo
Estou caindo novamente, me afogando lentamente.

Um comentário:

  1. Passei pra te desejar um final de semana maravilhoso e para agradecer todas as vezes que você carinhosamente esteve visitando meu blog.
    Espero que volte sempre, pois seu carinho por lá me deixa muito feliz...


    Beijos


    Ani



    http://cristalssp.blogspot.com

    ResponderExcluir